Exibidor

Esqueci a senha

Notícias /mercado / Balanço

18 Maio 2017 | Fernanda Mendes

AMC e Cineworld anunciam primeiros resultados financeiros de 2017

As exibidoras tiveram aumento nas receitas, no entanto a AMC registou queda no lucro líquido

Compartilhar
*Imagem Meramente Ilustrativa (Foto: CaringKind)

Mais duas redes exibidoras divulgaram seus primeiros resultados de 2017.

Publicidade fechar X

A AMC, empresa da gigante chinesa Wanda, anunciou um saldo positivo de janeiro até 31 de março, contabilizando sua atuação global, que envolve América do Norte e Europa. Sua receita aumentou 67,5% para um valor de US$ 1,2 bilhão. O mesmo período do ano passado teve receita de US$ 766 milhões.

A receita da venda de ingressos também cresceu para US$ 817,3 milhões, um aumento de 69%. O primeiro trimestre de 2016 teve US$ 482,6 milhões para a venda de tickets. Além disso, as vendas na bombonière também tiveram cifra satisfatória. Um aumento de 63% para US$ 397,9 milhões.

Já o lucro líquido diminuiu 70,3% para US$ 8,4 milhões comparado com os US$ 28,3 milhões do primeiro trimestre de 2016. No entanto, excluindo os custos com fusões e aquisições, o lucro teria tido um aumento de 7,5% para US$ 34,6 milhões.

É válido ressaltar que os resultados de 2017 incluem a contribuição de duas aquisições que foram completadas no final de 2016 e outra que se concretizou já no começo de 2017: a da Odeon, Carmike e Nordic Cinema, respectivamente.

“A AMC está começando um ano recorde de 2017. A capacidade da AMC de agir sobre as oportunidades e inovações que impulsionam o crescimento continua a nos diferenciar e solidifica ainda mais nossa posição de liderança entre os operadores de cinema nos EUA e na Europa”, afirmou Adam Aron, presidente da companhia.

Aliás, segundo o Celluloid Junkie a AMC se reuniu recentemente com mais de 40 executivos da Odeon para falar sobre cofinanciamentos para investir em reformas e melhoramen

[Leia a matéria completa..]

Compartilhar
PublicidadeFechar X