Exibidor

Esqueci a senha

Notícias /mercado / Especial

09 Novembro 2017 | Vanessa Vieira

Para diretor, "Dona Flor e Seus Dois Maridos" equilibra qualidade e comédia popular

Cineasta e atores participaram de coletiva de imprensa em São Paulo (SP)

Compartilhar
O diretor Pedro Vasconcelos e os atores Juliana Paes e Leandro Hassum na coletiva de imprensa (Foto: Portal Exibidor)

Após uma estreia antecipada na última quinta-feira (02) em cidades do Nordeste como Salvador (BA) e Fortaleza (CE), a Downtown Filmes e a Paris Filmes se preparam para lançar Dona Flor e seus Dois Maridos em todo o País no dia 23 de novembro.

Publicidade fechar X

Como parte da campanha para divulgar o longa, foram realizadas pré-estreias com presença de atores no Nordeste e em cidades como o Rio de Janeiro (RJ), uma apresentação dentro da Expocine 2017 e uma cabine e coletiva de imprensa em São Paulo, na unidade da Cinemark no Shopping Iguatemi, nesta quarta-feira (08).

Aposta no filme nacional

Segundo o diretor e roteirista, Pedro Vasconcelos, o filme “só aconteceu” por conta da aposta de Bruno Wainer, diretor da Downtown, na produção. Leandro Hassum, que interpreta o segundo marido de Flor, Dr. Teodoro, aproveitou para parabenizar a parceria Downtown/Paris por dar muito valor aos longas nacionais, tratando-os como qualquer outro filme dentro de sua grade. O ator também agradeceu à Universal pela parceria realizada com as outras distribuidoras para Dona Flor e seus Dois Maridos.

Quanto ao viés comercial, Vasconcelos destacou que o título faz uma junção que ele gostaria de ver mais no cinema brasileiro, que é unir o aspecto popular com a qualidade do material. “Hoje temos dois polos na produção nacional, os filmes artísticos e os que são extremamente populares. Não há demérito nisso, mas precisamos também convergir os dois [modelos]”, explicou o cineasta. Hassum ainda reforçou seu compromisso junto aos espectadores: “O cinema popular, que amo fazer, faço para o público, para que ele se divirta e goste. Nunca vou trair esse público”.

Recado do cineasta aos exibidores

Texto fiel, atuação e empoderamento

[Leia a matéria completa..]

Compartilhar