Exibidor

Publicidade

Notícias /mercado / Janelas

06 Outubro 2016 | Vanessa Vieira

Filmes originais do Netflix serão exibidos nos cinemas

Produções serão lançadas simultaneamente na telona e por streaming

Compartilhe:

(Foto: Los Angeles Times)

As janelas de lançamento são um tema delicado para o mercado de exibição e distribuição de cinema no mundo, especialmente quando se fala na redução do tempo de exclusividade de filmes na telona. Agora o assunto deve voltar à tona com o anúncio da primeira grande parceria entre a Netflix e uma exibidora, no caso a norte-americana iPic Entertainment, que gerencia os 15 complexos sob a marca iPic Theatres.

A Netflix tem tentado lançar seus filmes originais nos cinemas e por streaming de maneira simultânea, porém encontrou bastante resistência do mercado como no caso de Beasts of No Nation, lançado em 2015 em poucos cinemas da Landmark e foi um dos concorrentes ao Globo de Ouro de 2016. Mas, com o acordo com a iPic, alguns de seus novos longas originais poderão chegar às telonas e aos usuários do serviço online ao mesmo tempo.

O primeiro título da Netflix que será contemplado pela parceria é The Siege of Jadotville, com estreia logo nesta sexta-feira (07). Outro filme confirmado é Mascots, porém sem data de lançamento divulgada. Até agora, o acordo inclui apenas 10 produções da empresa.

Por enquanto, apenas as unidades da iPic em New York e Los Angeles, nos EUA, exibirão os filmes da companhia. Mas há a possibilidade de expansão do circuito dependendo dos resultados de bilheteria. Para a Netflix, a intenção é mostrar que suas produções não são apenas para a televisão, mas para o cinema também – o que ajudaria a empresa a ter mais títulos em premiações internacionais como o Oscar. Isso faz parte da estratégia da empresa, que pretende ter seus conteúdos originais representando metade de seu catálogo em um futuro próximo.

A aposta da Netflix em conteúdo original é tanta que a empresa tem investido anualmente US$ 6 bilhões em produção, o que também causa desconforto para os estúdios de TV e cinema que temem um “monopólio de conteúdo” segundo artigo do portal The Hollywood Reporter.

Hoje a empresa conta com mais de 80 milhões de usuários e um passo importante para a Netflix em termos de buscar novos públicos, foi a recente expansão

Leia a matéria completa

Compartilhe:

  • 0 medalha
  • 0 comentário

Gostou? Comente...