Exibidor

Publicidade

Notícias /mercado / Exibição

06 Maio 2022 | Renata Vomero

Cinemark registra salto em receita trimestral e prevê boa recuperação em 2023

Rede divulgou o balanço financeiro do primeiro trimestre do ano

Compartilhe:

(Foto: Cinemark)

Cinemark divulgou os números do primeiro trimestre deste ano, referentes aos meses de janeiro, fevereiro e março. Com boa retomada dos cinemas e grandes lançamentos, a receita da rede deu salto de mais de 300% com relação ao mesmo período do ano passado.

Publicidade fechar X

A receita, portanto, foi de US$460,5 milhões no período, representando exatamente um aumento de 303% com relação ao primeiro trimestre do ano anterior. O prejuízo líquido foi de US$74 milhões, uma significativa redução com relação ao do mesmo período do ano anterior, que foi de US$208,4 milhões.

Houve também aumento bastante relevante na venda de ingressos, nos primeiros três meses do ano 33,1 milhões de espectadores foram aos cinemas da rede, gerando receita de US$235,8 milhões e mais US$173 milhões em compras na bombonière. Houve um pequeno aumento no preço médio dos ingressos, indo de US$9,25 para US$9,27.

Boa parte deste crescimento se deu com grandes títulos que chegaram aos cinemas no período ou que estavam ainda em cartaz, caso do fenômeno Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa (Sony). Também se destacou Batman (Warner) e mais ainda Sonic 2 – O Filme (Paramount), que deu à rede o melhor fim de semana de estreia em quase uma década.

“Quase todos os filmes lançados em 2022 tiveram um desempenho de acordo ou melhor do que as expectativas pré-pandemia, beneficiando-se de resultados favoráveis ​​no fim de semana de estreia e fortes retenções semanais, que em muitos casos superaram as tendências históricas”, disse Sean Gamble, presidente e CEO da Cinemark, no anúncio do relatório fiscal.

Ainda assim, embora os números já sejam animadores, há ainda um impacto causado pela pandemia no número de lançamentos disponíveis, já que houve uma sequência de atrasos e adiamentos nas produções por conta das ondas de Covid que aconteceram recentemente.

Tendo isso em vista, a expectativa é sim de crescimento gradual, mas de recuperação total apenas quando todos os lançamentos se alinharem adequadamente ao calendário, o que deve acontecer apenas em 2023.

Outro dado animador que Gamble trouxe em sua apresentação foi de que os filmes de baixo e médio orçamento devem voltar a encontrar seus públicos, já que estes estão agora voltando mais aos cinemas.  Embora a recuperação para estes esteja mais lenta do que para os blockbusters. Inclusive, isso foi algo que vimos com os títulos família e veja o sucesso de Sonic 2.

Para além da possibilidade deste crescimento, a Cinemark também já demonstrou que quer abrir espaço para os filmes da Netflix, algo que acontece com parte dos títulos, mas que pode ser melhor desenvolvido.

Incusive, ano passado a Cinemark fez amplo lançamento em seus cinemas dos EUA do filme Army of The Dead, que Zack Snyder fez para a plataforma.  Na época, foi noticiado que o filme fez sucesso na tela grande, embora a Netflix não divulgue os números exatos.

Para além disso, a Cinemark celebrou o futuro, ressaltando o sucesso já da pré-estreia de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (Disney), sem contar os grandes títulos que estão programados para os cinemas, como Jurassic World: Domínio (Universal) e Avatar 2 (Disney), só para citar alguns.

Compartilhe:

  • 1 medalha