Exibidor

Publicidade

Notícias /mercado / Números

14 Outubro 2016 | Janaína Pereira

RioMarket apresenta pesquisa e estudo inéditos sobre mercado audiovisual

ANCINE aponta crescimento do setor de exibição cinematográfica, com aumento de 184% das salas de cinema

Compartilhe:

(Foto: Daniel Anzola)

O RioMarket, braço de mercado do Festival do Rio, apresentou um estudo e uma pesquisa inéditos sobre o mercado audiovisual brasileiro: Estudo de Comércio Exterior de Serviços Audiovisuais e Valor Adicionado pelo Setor Audiovisual. Realizada pela ANCINE, a pesquisa apontou o crescimento do setor de exibição cinematográfica, que também praticamente dobrou sua participação no valor adicionado pelo audiovisual na economia brasileira em 2014, com crescimento de 1,5% em relação ao ano anterior. “Hoje temos mais salas de cinema graças às políticas de expansão do parque exibidor, sobretudo no Norte e Nordeste e nas periferias das grandes cidades, além do investimento em digitalização das salas”, explicou o presidente da ANCINE, Manoel Rangel.

Publicidade fechar X

Segundo o estudo, em 2002 existiam 1.635 salas de cinema no Brasil, e no ano passado esse número subiu para 3.005 salas, ou seja, um crescimento de 184%. Outro dado relevante está relacionado à exportação: em 2014 o país exportava mais produtos audiovisuais, e em 2015 passou a exportar mais conteúdo. Para Manoel Rangel, o setor apresenta um bom momento, mesmo diante da crise econômica e política. “Soubemos aproveitar quando o Brasil atravessava um bom momento, e mobilizamos exibidores, programadores e produtores. Até 2010, os exibidores tinham como foco apenas as classes A e B. A partir daquele ano, a classe C passou a ser o foco, aumentando o número de espectadores nas salas”, revelou.

Rangel acrescentou que a existência de uma política pública para expandir as salas de cinema continua em vigor, e assim o setor deve

Leia a matéria completa

Compartilhe:

  • 0 medalha
  • 0 comentário

Gostou? Comente...