Exibidor

Publicidade

Notícias / Produções / Novidade

18 Novembro 2020 | Redação

Em entrevista, Anne Hathaway e Octavia Spencer falam de "Convenção das Bruxas"

Compartilhe:

Remake de The Witches, clássico dos anos 90, Convenção das Bruxas estreia amanhã, 19, e tem no elenco Anne Hathaway, como a Grande Bruxa, e Octavia Spencer, como a avó. A convite da Warner Bros., Cris Siqueira, fundadora do Coxinha Nerd, entrevistou as duas atrizes e o resumo desse bate-papo está disponível nos canais da Ingresso.com.

A história, baseada no livro infantil homônimo de Roald Dahl, narra a trajetória de um garoto que se depara com uma conferência de bruxas em um hotel junto com sua avó. Lá, ele acaba descobrindo que um grupo de bruxas está reunido para realizar planos perigosos. De acordo com Hathaway, o filme foi uma das performances mais memoráveis que ela assistiu quando criança e ela sabia que precisava ir por uma direção completamente diferente para o remake fazer sentido. “Foi isso que fizemos e espero que o público entenda essa diferença. Quando eu ficava nervosa com essa comparação, lembrava que nos últimos 30 anos já houve seis Batmans, três Coringas e acredito que três James Bond e que há múltiplas interpretações para o mesmo papel.”

Para Spencer, o longa não se trata de um remake e sim de uma reimaginação com as experiências do autor e do elenco. “Não quero contar a história para você, acho importante cada um assistir e criar as suas próprias conclusões e memórias. Estou animada com o fato de que pessoas que amaram a versão original de The Witches possam agora dividir o nosso filme com os filhos”, comenta em trecho da entrevista. A atriz também pontua a importância da diversidade nessa versão. “Eu amei que os produtores Guilhermo del Toro e Alfonso Cuarón pensaram que isso seria bacana. Pensei muito na minha avó e em mulheres mais velhas que encontrei quando era criança para construir esse personagem.”

Além de toda preparação para ser a Grande Bruxa, Hathaway passou por uma longa transformação que a assustou. “Não vou mentir, gritei quando me vi e quando o Robert Zemeckis me mostrou como eu ficaria. O processo de transformação durou entre quatro e cinco horas sentada na cadeira. Acredito que temos que ser o mais tranquila e positiva possível, então, ouvi muito podcast da Oprah”, explica.

A atriz também destaca a importância de fazer um filme para toda a família assistir junta nesse ano difícil. “Eu sempre fiz longas para a família, mas estava pensando como estou feliz por ser parte de algo nesse momento particular que as famílias poderão assistir juntas, que ele seja uma lembrança feliz desses tempos complicados”, finalizou Hathaway.

Assista!

Compartilhe:

  • 0 medalha
  • 0 comentário

Gostou? Comente...